Estudo publicado no Journal of Pain Medicine, EUA, descobriu evidências moderadas a fortes de que pacientes com cefaleia primária crônica, sem causa definida, apresentam maior postura avançada da cabeça, do que indivíduos que não tem dor de cabeça.

Pesquisadores descobriram também que pacientes com cefaleia crônica sem causa definida, apresentam maior postura avançada da cabeça em comparação com aqueles com cefaleia primária episódica, sem causa definida.

A solução do problema pode estar numa avaliação física eficaz e na educação. Educação sobre as causas, educação sobre o exercício específico, educação sobre a postura, e principalmente, sobre a prevenção de futuras crises.

Cefaleia Tensional

A cefaleia tensional ou dor de cabeça tensional é o tipo mais comum que existe de dor de cabeça, e suas causas não são bem compreendidas. Cerca de 40% a 70% dos brasileiros sofrem com cefaleia tensional. A cefaleia tensional pode ser episódica (menos de 15 dias por mês) ou crônica (mais de 15 dias por mês).

A cefaleia tensional está associada à postura e aparece com as contrações e enrijecimento dos músculos e articulações do pescoço. A postura, estresse, ansiedade, tensão emocional, depressão ou problemas no pescoço podem estar por trás da causa e/ou agravamento do problema.

Tratamento Fisioterapia Avançada

O tratamento da cefaleia primária crônica precisa ser multiprofissional, e dispor da atenção médica e da Fisioterapia. A abordagem da Fisioterapia Avançada vai reunir a avaliação física diferenciada com a educação. Educação sobre as causas, educação sobre o exercício específico, educação sobre a postura, e principalmente, sobre a prevenção de futuras crises.

Tratamento - Método McKenzie.

O Método McKenzie foi criado pelo fisioterapeuta neozelandês Robin McKenzie. O tratamento consiste na avaliação do paciente, elaboração de um programa de exercícios, orientação postural e prevenção de novas crises. No tratamento o paciente é estimulado a se autocuidar e ensinado a se autotratar.
A maioria das dores musculares e articulares como a da coluna cervical (pescoço) é de origem "mecânica", ou seja, é provocada por uma posição ou um movimento aplicado nos músculos e articulações.

Sendo assim uma posição ou um movimento inverso ao que agride, estressa e deforma as estruturas da coluna pode abolir a dor e restaurar a função.

O Método McKenzie não visa apenas a solução dos sintomas atuais, mas também a prevenção, a longo prazo, da incidência de novas crises.

Prevenção

Realizar exercícios preventivos em casa ou no trabalho ajuda a tornar a sua coluna mais flexível e ajustada nas posições fixas e em movimentos, evitando assim o encurtamento dos músculos e a má postura.

O conhecimento da ergonomia e dos mobiliários adequados no ambiente de trabalho ou em casa é imprescindível para a manutenção da postura e da funcionalidade das estruturas da coluna como os nervos, ligamentos, cartilagens e os discos.

A cadeira e a posição de sentar adequadas

O encosto da cadeira deve variar entre 90 e 110. E quando sentado você deve aproximar o abdômen da mesa. A altura da mesa deve ser de 73 a 75 cm do chão. Utilize um suporte para os pés para manter as coxas no mesmo alinhamento do solo, possibilitando menos cansaço nas pernas.
Os pés devem ficar todo no chão. O assento da cadeira deve ser paralelo ao chão e com o comprimento igual ao da coxa ou menor. Os braços devem ficar paralelos à coluna e os cotovelos a 90.

O computador convencional (desktop)

O teclado e o mouse deverão estar no mesmo alinhamento para o melhor posicionamento das mãos. Mantenha uma distância de 45 a 65 cm entre os olhos e a tela do computador. A margem superior da tela do computador deverá estar no mesmo alinhamento do olhar horizontal.

Notebook

O ideal é que o notebook seja utilizado sobre a mesa; evite sobre a cama e sobre o colo. Caso o notebook seja usado por muitas horas durante o dia, utilize o suporte, evitando assim que a cabeça fique projetada para a frente e que você fique com o olhar para baixo.
Coloque ao alcance das mãos os objetos que serão mais utilizados na mesa de tal maneira que não seja preciso esticar o braço para alcançá-los. Evite esticar o braço, pois é nesse ato que você tende a curvar o tronco e a cabeça para a frente, estressando tanto as articulações do pescoço quanto a coluna dorsal, lombar, pernas e braços.

Outros cuidados para melhorar a sua postura

Ao dirigir

A posição da cabeça ao dirigir deve ser neutra e você deve manter sempre o olhar horizontal. Ajuste o assento para que fique perto suficiente dos pedais e que não seja preciso trazer o pescoço para a frente. Ajuste o retrovisor central do seu carro para permitir a posição neutra da cabeça com o olhar horizontal.
Quase todo mundo tem alguma rigidez ou desconforto na coluna lombar e/ou pescoço após as viagens longas e sem interrupções regulares. Se você não tem problema na coluna ou se já enfrenta problemas de dores no pescoço ou coluna lombar, utilize o rolo lombar, pois ele ajudará a diminuir o estresse na coluna baixa e no pescoço, e faça interrupções regulares, de duas em duas horas.

Ao ler

Procure não ler na cama, principalmente se estiver sem apoio, flexionando assim a cabeça e tentando manter os braços para a frente para segurar o livro. Finalmente, lembre-se de não ficar em uma mesma posição por muito tempo. Nosso corpo foi feito para se movimentar.

Ao dormir

Cuidado com a posição de dormir e com a utilização dos travesseiros, prevenindo assim riscos de problemas no pescoço e na coluna lombar. Recomenda-se dormir de lado, com um travesseiro que mantenha o alinhamento da sua cabeça com o seu corpo e outro travesseiro para ficar entre o seu tronco e as pernas. Assim você terá o conforto necessário para garantir uma boa noite de sono. Leia mais no site as matérias Qual é a Melhor Posição para Dormir? e Como Obter uma Boa Noite de Sono.

Abnel Alecrim, fisioterapeuta, Pós-graduação em Reabilitação Musculoesquelética e Esporte, Campinas, SP, Brasil.

.

Deixe seu recado:

Entre em Contato

(19) 3308-6330

Segunda à Sexta das 8h às 18h.

Lista Vip Doutor Abnel