Uma pessoa que possui o hábito de coçar as costas com muita frequência, pode ter um problema no pescoço e na coluna torácica e não sabe. A coceira pode vir acompanhada por dor, queimação, dormência ou formigamento. Muita gente que sofre com essas coceiras persistentes não imagina que o problema pode estar associado à postura

O que é Notalgia Parestésica?

Notalgia Parestésica é o nome dado à coceira crônica nas costas, causada por alterações nos nervos de sensibilidade da coluna cervical e torácica. A coceira pode ser acompanhada por sensações de queimadura ligeiras ou dormência. A condição é muito mais prevalente em pessoas que sofreram lesões da coluna ou que têm doenças da coluna congênitas. Os sintomas podem atingir a região da coluna, bem como, os ombros, omoplatas e costelas.

O que pode provocar a Notalgia Parestésica?

Existem diversas causas da Notalgia Parestesica como as alterações degenerativas vertebrais compressivas (ósseas ou dos discos); acidente com trauma da coluna; atividades físicas com esforço excessivo aplicado na coluna vertebral e predisposição genética. É por isso que existem muitos casos de associação da Notalgia Parestesica com a hérnia de disco ou doença degenerativa do disco.

Quais os sintomas da Notalgia Parestésica?

A coceira pode ser acompanhada por sensações de queimadura ligeiras ou dormência e formigamento. O hábito de coçar com muita frequência provoca o espessamento da pele que fica grossa e com manchas escuras.

No local da coceira relatada pelos pacientes é possível encontrar uma mancha ou placa hiperpigmentada, por vezes liquenificada (alteração na espessura da pele, na epiderme, tornando-a espessa e rígida), provocada pelo ato repetitivo de coçar e friccionar (hiperpigmentação pós-inflamatória), demonstradas nas figuras 1 e 2.

A maioria dos casos é unilateral, embora existam também casos com comprometimento bilateral citada em diversos estudos, como mostra a figura 3.

Apesar de muito característica, a alteração cutânea não está sempre presente, podendo haver apenas a sintomatologia típica, mas sem nenhuma lesão visível.

Figura 1. Placa hiperpigmentada, liquenificada, na região escapular direita.

Fonte. Pruritus, Fazio SB, Yosipovitch G, 2021, 08.

Figura 2. Placa hiperpigmentada no dorso de uma paciente com notalgia parestésica.

Fonte Howard M, Sahhar L, Andrews F, Bergman R, Gin D, 2017, 05.

Figura 3. Hiperpigmentação bilateral em homem de 59 anos com notalgia parestésica.

Fonte Šitum M, Kolić M, Franceschi, Pećina M, 2018, 09.

Estudos - Coceira (Notalgia Parestesica) - Exercícios.

Estudo mostra que a notalgia parestésica (coceira nas costas) e o prurido braquiorradial (coceiras nos braços e antebraços) estão associados à hérnia de disco e doença degenerativa do disco da coluna cervical e torácica.

O medicamento pode ser indicado em casos de Notalgia Parestésica, mas, sem sombras de dúvidas, o exercício físico específico, é considerado a primeira linha razoável e eficaz de tratamento.

O prurido braquiorradial é similarmente classificado como uma síndrome de prurido localizado, mas nas extremidades superiores (antebraço, cotovelos e braços), tipicamente um ou ambos os antebraços. Notalgia parestesica e prurido braquiorradial são geralmente condições crônicas, intermitentes e persistentes. Muitas vezes essas síndromes dermatológicas, ambas as doenças são tipicamente consideradas multifatoriais com causa incerta.

Muitos casos de notalgia parestésica e prurido braquiorradial são sinais dermatológicos mais prováveis de doença degenerativa subjacente da coluna, disco e músculo. Para casos de notalgia parestésica e prurido braquiorradial associados à doença cervical, a terapia de primeira linha pode incluir tratamentos espinhais não dermatológicos.

Notalgia Parestésica está associada a postura.

Pesquisadores mostram que a postura e alterações da coluna vertebral estão por trás do aparecimento da Notalgia Parestesica. A correção da postura pode diminuir a ação de desgastes e de processos degenerativos dos segmentos vertebrais da coluna, evitando que essa condição resulte em mais abaulamentos e sobrecarga nos discos e fibras nervosas sensitivas da coluna vertebral.

Estudos mostram que a coceira e a dor não compartilham as mesmas trilhas da nossa rede de nervos espinhais, porém, esses nervos podem sofrer um aperto, uma compressão ou irritação provocada por um movimento ou posição aplicado nos músculos e articulações da coluna torácica e pescoço.

A literatura atual sugere que a notalgia parestésica é altamente provável em muitos, se não em quase todos os casos, tenha uma associação com a doença na coluna cervical (pescoço) subjacente nos níveis de C5-C6.

Exercício específico pode ser mais eficaz que remédio para solucionar as coceiras acompanhadas de dor, por sensações de queimadura ligeiras ou dormência e formigamento nas costas.

A coceira crônica se não tratada adequadamente pode ser debilitante.

"Pesquisadores descobriram que pessoas que sofrem de coceira crônica sentem níveis de desconforto e depressão semelhantes aos de pacientes com doenças crônicas."

"De acordo com um estudo publicado pelo periódico Archives of Dermatology, aqueles que sofrem de coceira por semanas, meses ou até mesmo anos sentiram-se tão debilitados quanto aqueles que sofrem de dor crônica."

"Uma coceira persistente não deve ser ignorada, porque isso é associado a muitas condições, como doença hepática e linfomas." ( BBC | News Brasil ).

Abordagem de Tratamento da Fisioterapia Avançada - Método McKenzie

Os pacientes que têm síndromes dolorosas na coluna tiveram um resultado satisfatório com a abordagem de tratamento do método McKenzie. Os exercícios específicos do método mcKenzie, foi satisfatório, tanto no controle da dor na coluna, bem como, possibilitaram corrigir a disfunção nos músculos e articulações e abolir as coceiras (Notalgia Parestésica).

Os pacientes que têm estas síndromes dolorosas são ensinados, treinados e habilitados a fazer os diferentes exercícios, com estratégias de carga (posições diferentes - sentado, deitado e em pé), com ênfase nos exercício de extensão das costas, usando o método McKenzie.

Estudos mostram que pacientes submetidos a movimentos repetidos específicos, exercícios de alongamento e exercícios de fortalecimento dos músculos das costas e pescoço associados a medicamentos, obtém bons resultados.

Embora a intervenção farmacológica possa ser benéfica, em muitos pacientes com notalgia parestésica, exercícios de fortalecimento e alongamento podem ser considerados tratamento de primeira linha ou adjuvante razoável. Os resultados podem ser em longo prazo em alguns casos, e outros melhoram em médio prazo, conseguindo diminuir o sofrimento se o paciente seguir com uma abordagem multiprofissional que passe pela Fisioterapia Avançada e medicamentos.

Estudos com os exercícios do método McKenzie têm demonstrado que a dor é aliviada, em um número significativo de indivíduos, após 13 semanas de exercícios realizados regularmente (diariamente).

Dr. Abnel Alecrim, fisioterapeuta, Pós-graduação em Reabilitação Musculoesquelética e Esporte, Campinas, SP, Brasil.

.

.

DEPOIMENTOS:

DOR NAS COSTAS E COCEIRA (NOTALGIA PARESTÉSICA)

"Tinha dor persistente na lombar irradiada para região posterior da perna há mais de 10 anos, tratando com fisioterapia comum. Havia recebido um diagnostico de que nao deveria mais fazer exercicios fisicos. Além disso dor na cervical e também uma coceira persistente nas costas que foi diagnosticado pela dermatologista como notalgia parestésica. Todos estes desconfortos inclusive a coceira foram tratados com a sessão do Método Mckenzie com o Dr. Abnel Alecrim."

Luciana Tagliolato Lopes, Engenheira, Estado de São Paulo.

.

.

COCEIRA NAS COSTAS (NOTALGIA PARESTÉSICA)

"Meu nome é Márcia e em 2015 fui diagnosticada com notalgia parestésica por uma dermatologista, que me receitou um remédio por 3 meses via oral, Alektos, e exercícios de pilates. O sintoma da notalgia era uma coceira intensa nas costas, do lado esquerdo, na região da escápula. O tratamento surtiu efeito, porém em março desde ano, cinco anos depois, o problema voltou e resolvi pesquisar no Google sobre o assunto e encontrei o site do Dr. Abnel Alecrim com depoimentos bem interessantes. Marquei uma consulta presencial, depois continuei o tratamento online apenas com exercícios orientados por ele, durante três meses e estou muito satisfeita. A coceira passou, mas ainda faço os exercícios três vezes por dia pois são muito simples. O Dr Abnel é uma pessoa incrível, solicitou relatórios constantes sobre os exercícios em casa e sempre se mostrou muito atencioso . O bom do tratamento é que além de eficaz, é totalmente zero de medicamentos e criamos uma consciência corporal relacionada ao incômodo da notalgia, para sempre. Muito grata por ter feito o tratamento com dr Abnel, excelente fisioterapeuta, focado de verdade no paciente. Nota 10."

Márcia Regina Bonsanino, Moradoura de Campinas, SP.

.

.

Fique livre das dores musculoesqueléticas. Faça a Fisioterapia Avançada.

Deixe seu recado:

Entre em Contato

(19) 3308-6330

(11) 94070-3983

Segunda à Sexta das 8h às 18h.

Lista Vip Doutor Abnel